sábado, 18 de setembro de 2010

DEPUTADO EVANGÉLICO QUER REVOGAR LEI DA UMBANDA


O deputado estadual Edson Albertassi apresentou à ALERJ, dia 08/09, um projeto de lei revogando as leis que declaram a Umbanda e O Candomblé como patrimônio imaterial do Estado do Rio de Janeiro.

Defende o deputado que "não é correto que o Estado laico e democrático transforme religiões e festividades religiosas em patrimônio imaterial".

SENHOR DEPUTADO, VOSSA EXCELÊNCIA SE MOSTRA IRRESPONSÁVEL AO FAZER TAL PROPOSIÇÃO PORQUE A SUA DEFESA É BASEADA EM UM ARGUMENTO ALTAMENTE CONTRADITÓRIO E CONFUSO. A COMEÇAR PELO CONTRADITÓRIO, O SENHOR MESMO É AUTOR DE PROJETO DE LEI QUE CRIA, POR EXEMPLO, A EXIGÊNCIA DE QUE SEJA ESCRITO "DEUS SEJA LOUVADO" EM DOCUMENTOS PÚBLICOS. COMO PODE QUERER SUSTENTAR ESTE PROJETO ALEGANDO A LAICIDADE DO ESTADO? AINDA, O SENHOR APRESENTA PROJETO DE LEI QUE ISNTITUI A CAPOEIRA EVANGÉLICA, QUE TEM EM JESUS A FIGURA DO CAPOEIRISTA POR EXCELÊNCIA, NEGANDO A ORIGEM AFRODESCENDENTE DESTE PATRIMÔNIO. E CASO O SENHOR NÃO SAIBA, OS PATRIMÔNIOS SÃO TOMBADOS PELO CARÁTER ICONOGRÁFICO, ANTROPOLÓGICO E CULTURAL QUE POSSUEM E NÃO PELO CARÁTER RELIGIOSO. OU O SENHOR TAMBÉM PÕE EM DÚVIDA O TRABALHO SÉRIO DO IPHAN?!

Assim, na sequência de inconsequentes afirmações, o Deputado Edson Albertassi ainda tem a coragem de manifestar que " a Umbanda e o Candomblé não podem se igualar aos evangélicos, estes sim, são verdadeiros religiosos que não se baseiam em vodus e manifestações questionáveis.

É REALMENTE LAMENTÁVEL, SENHOR DEPUTADO, QUE O SENHOR ENQUANTO PARLAMENTAR ASSUMA UMA POSTURA TÃO RIDÍCULA, PARA NÃO DIZER PRECONCEITUOSA. SENDO O ESTADO LAICO, E O SENHOR REPRESENTANTE DESTE, SUA POSTURA É UM TANTO PARTIDÁRIA, NÃO?! E O SENHOR NEM SABE O QUE DIZ. MAS DEVERÁ PROCURAR SABER, PORQUE É GARANTIA CONSTITUCIONAL A LIBERDADE DE CRENÇA E O RESPEITO AOS DIVERSOS CULTOS.

Assim, irmãos, só peço força a Ogum para que eu tenha paciência e que não desanime jamais de falar (e gritar, se preciso) que as religiões de matriz africana têm que ser respeitadas já! Olorum, execute sua justiça divina e sua mão de misericórdia seja lançada à estes irmãos que se perdem na vaidade, na ignorância e no preconceito.

7 comentários:

  1. Arrasou!!! Quem diz o que quer, também precisa ouvir verdades que não quer!... Não me parece o nobre deputado um representante do povo, mas talvez sim, um defensor do "povo evangélico"... É no mínimo lamentável a declaração proferida por este parlamentar, o que é preciso ressaltar também, com toda certeza não ser posicionamento unânime de todo protestante.

    ResponderExcluir
  2. Vivian,
    é uma pena que nossos representantes sejam assim, mas refletem o pensamento dos eleitores.enquanto o voto for
    obrigatório a situação jamais mudará.

    ResponderExcluir
  3. DEPUTADO EDSON ALBERTASSI20 de setembro de 2010 06:46

    CARTA ABERTA AOS PRATICANTES DA UMBANDA E CANDOMBLÉ

    É com muito respeito que me dirijo a todos que se interessam pelo assunto. Tenho tido muita preocupação com as leis que transformaram a umbanda e candomblé e seus orixás em patrimônio imaterial do Estado do Rio, pois diferente da intenção dos autores, Átila Nunes e Gilberto Palmares, estas leis ferem a liberdade religiosa em nosso Estado, pois interferem diretamente na liturgia praticada pelos evangélicos e católicos.

    Tenho certeza de que os projetos foram apresentados para homenagear as religiões afro, e não interferir nas práticas das demais religiões, mas infelizmente foi o que aconteceu. A liberdade religiosa conquistada quando da aprovação da constituição brasileira está ameaçada, pois com estas leis, deixamos de atuar no campo religioso para atuarmos no campo do patrimônio imaterial, que tem artigo próprio na mesma constituição. Com base em pareceres de juristas sobre a preservação de patrimônios imateriais é que pedi a revogação das leis. Externei isto no meu voto em plenário, quando da votação das matérias.

    Me espanta ver este assunto distorcido, até porque, sempre lutarei pela liberdade religiosa em nosso país. Colocaram uma frase em minha boca, que eu jamais diria, "Não se trata de nada pessoal contra ele (Átila Nunes), mas sim contra a Umbanda e o Candomblé, que não podem se igualar aos evangélicos, estes sim, verdadeiros religiosos que não se baseiam em vodus e manifestações questionáveis". Eu jamais falaria isto. Eu nunca ataquei nenhuma religião, e nenhum religioso contrário ao que penso. Os Deputados autores me conhecem, eles sabem que eu nunca teria uma atitude perseguidora.

    O Estado deve ser laico, sem predileções por alguma religião, por isto votei contra estas matérias, assim como também votei contra o ensino religioso nas escolas estaduais, pois penso que a educação religiosa não é atribuição do Estado, mas sim da família ou instituição religiosa. Trato a todos com respeito para obter o respeito de todos. Penso que temos uma grande oportunidade para debater este assunto. Estou a disposição para qualquer outro esclarecimento.

    Edson Albertassi - Deputado Estadual.

    ResponderExcluir
  4. Deputado, então deveria aprender a escolher melhor suas palavras, pois de acordo com esse vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=36xwt_7lV6Y o senhor acha que falar mal das outras religiões significa a liberdade religiosa para os evangélicos. Além disso, não sei por qual motivo as referidas leis podem atrapalhar seus cultos, já que todas, sim eu disse TODAS as religiões tem a mesma finalidade, a de religar o ser humano a Deus nosso Pai, que é chamado e tratado de forma diferente por cada religião em suas particularidades. Demonizar as entidades de Umbanda e Candomblé não vão fazer com que sua religião fique mais certa perante os olhos de Deus. Nenhuma religião detém a verdade absoluta, apenas verdades diferentes para que as pessoas possam escolher aquela que lhe fala mais forte ao intimo, e não porque esta ou aquela detém toda a verdade.
    Não ache você que nós também não temos as dúvidas pertinentes a todos os seres humanos, sim nós temos. Pois somente os tolos acham que são donos da Verdade Absoluta, pois tudo o que o homem toca pode ser desvirtuado, assim como a maioria das escrituras sagradas da Igreja Católica, que em 1700 anos de história teve vários concílios para decidir o que estaria na Bíblia Sagrada e como seria escrito. Assim como nas mais diversas transcrições os copiadores e tradutores podem ter alterado várias passagens para melhor refletir seus pensamentos sobre aquela passagem.
    Então digníssimo Deputado, se está realmente preocupado com o bem estar do povo, vá estudar mais sobre as políticas de saúde e educação, pois essas leis são mais importantes de serem feitas do que as outras de serem desfeitas.
    Aqui me despeço desejando muito Axé e Paz de espírito para todos.
    Saravá.

    ResponderExcluir
  5. Resumo meu pensamento em uma única frase:
    "Fora Albertassi!"

    ResponderExcluir
  6. Muito bom Sr Edson Albertassi,estou contigo e não abro mão. Deus esta com vc pode
    ter certeza.E dia 03 de outubro estou la com Albertassi na cabeça e no coração.SOU DA IGREJA DO Pastor João Nunes .

    A Paz do Senhor

    ResponderExcluir
  7. NONATO FERNANDES
    LAMENTAVEL A POSTURA PRECONCEITUOSA E INTOLERANTE DO DEPUTADO EDSON ALBERTASI. A LAICIDADE DO ESTADO TERMINA QUANDO O ESTADO BRASILEIRO, JÁ AUTORIZA QUE SEJA FERIADO NACIONAL O DIA DE NOSSA SENHORA APARECIDA, NATAL, CORPUS CRISTI, ETC. OU SEJA, PARA AS RELIGIÕES EUROPEIAS NÃO HÁ LAICIDADE, MAS PARA A VERDADEIRA RELIGIÃO DE CRISTO, QUE É A UMBANDA, E É BRASILEIRA, ENTÃO O ESATDO TEM QUE SER LAICO.
    BEM QUE JESUS NOS ADVERTIU SOBRE PESSOAS COMO O SENHOR NA PARABOLA DO FERMENTO DOS FARISEUS.
    CUIDADOS COM OS HIPOCRITAS. O POVO DO RIO TEM QUE TEMER HIPOCRITAS COMO O SENHOR E SEUS SEGUIDORES

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita.
Seu comentário é importante para o debate construtivo.